Nossa Prece

É um domingo de manhã.

JESUS !

No limiar destes tempos em que se desencadeia uma série de acontecimentos assustadores, mas necessários para que o Planeta e a Humanidade possam realizar sua evolução, contemplamos a vossa luz, banhando toda a face do globo terrestre.

Agora, quando o homem faz da miséria e da dor suas companheiras constantes, que o encaixam nos trilhos da vida, rumo à perfeição. Nós vos glorificamos estrela majestosa que ilumina nossos horizontes, prometendo a renovação da vida em todo o planeta, sustentada pela energia do vosso amor.

Mestre, perdoa-nos a lentidão dos passos no cumprimento dos sagrados deveres de amor e caridade e auxilia-nos sublime espírito, revela-nos vossas verdades e separa de nosso ser tudo que é imperfeito.

Dirige-nos um olhar de amor e livra-nos de todos os pensamentos que nos fazem indignos de vós.

Reconhecemos que ainda que nossas inspirações sejam sinceras, nossos atos as desmentem, por causa da nossa grande imperfeição.

Queremos construir a felicidade, pensar nas coisas espirituais, mas os nossos sentidos nos escravizam.

Ajuda-nos sublime espírito e guia-nos com vossa luz.

Ousando pensar que merecemos estar aqui, que somos filhos do Universo e que somos irmãos das estrelas, das árvores, dos pássaros; acreditando que um homem só revela a sua real grandeza quando dobra os joelhos em oração, aqui estamos, Mestre, humildemente a vossos pés, rogando que nos oriente.

Pedimos a graça de que nossas asas se tornem maiores do que nossos ninhos para que possamos romper os limites do egoísmo e da ignorância e voar, movidos pelo amor e pela liberdade, ao encontro de nossos semelhantes e enxugar-lhes as lágrimas causadas pela tristeza de não ver o Sol, para que possam contemplar as Estrelas.

Mostrar-lhes que diante de cada dificuldade da vida, devemos lembrar que toda nuvem tem um lado luminoso voltado para o Alto.

Senhor e Mestre Jesus! Pedimo-vos que nos inspire no dia a dia, quando estivermos face à face conosco mesmos, no tribunal de nossas consciências.

QUE ASSIM SEJA

Oração do Irmão Mentor, em 19 de dezembro de 1993