1. O QUE É

Neste tratamento são atendidas pessoas que sofrem de distúrbios físicos, emocionais e espirituais, em que remédios alopáticos e terapias tradicionais não têm acesso, pois, na maioria das vezes, são provocados por influência de espíritos sofredores e obsessores.

Irmãos de Luz e Médicos desencarnados atuam nos corpos sutis, reequilibrando e harmonizando o doente, assim como encaminham os desencarnados que os estão perturbando.

Um dos objetivos principais é conscientizar o doente da sua responsabilidade na cura e manutenção da saúde e harmonização, recomendando preces, leituras esclarecedoras, estudo do Evangelho segundo o Espiritismo e procurar entender a doutrina Espírita, além de participar de outros trabalhos oferecidos pelo Núcleo Espírita Francisca Júlia, como Passes e Auto-Ajuda.

A diferença entre os trabalhos de desobsessão comuns nos Centros Espíritas e os do Núcleo Francisca Julia é contar com a presença das Naves Socorro da Frota de Ashtar Sheran, além da utilização de cones em AZUL, VIOLETA e PRATA, como campos de atração magnética para as entidades que se apresentam para serem socorridas e ou doutrinadas.

Também evita-se o processo de incorporação, o máximo possível, pois, por orientação dos Mentores Ramatís, isto não é mais tão necessário.

As técnicas utilizadas e o desenvolvimento das ações fazem parte do conhecimento interno e são divulgadas através dos respectivos cursos de aprendizagem.

2 . OBSESSÃO

Obsessão é a ação nefasta e continuada de um espírito sobre outro, independente do estado de encarnado ou desencarnado em que se encontram.

CAUSAS - As principais causas da Obessão são assim descritas:

  • Causa Moral - Todas as perturbações espirituais residem nas fraquezas morais do perturbado, nas imperfeições da alma, que são as portas de entrada para influências estranhas. São originadas de:
    - Espíritos imaturos - pessoas pouco adiantadas moralmente, com o psiquismo ainda dominado por pensamentos inferiores, e
    - Espíritos mal orientados - pessoas com educação deficitária no lar, na religião, na escola.
  • Causa Cármica - Todo o caso relacionado com as vidas passadas.
  • Contaminações - Os ambientes materiais possuem uma espécie de atmosfera espiritual criada pelas pessoas que os freqüentam. Entenda-se daí que, os centros espíritas, os terreiros de umbanda, as igrejas, os lares, etc., constituem núcleos de magnetismo espiritual criados pelos pensamentos dos que convivem nestes meios. Devemos ter presente que nesses ambientes, formados por pessoas mais ou menos imperfeitas, associam-se espíritos desencarnados com tendências afins.

SINAIS TÍPICOS DE OBSESSÃO 
- São atitudes e reações que designam bem o estado de obsessão, quais sejam:

  • Sonhos ruins
  • Indução ao vício
  • Mundanismo
  • Instinto de agressividade além no normal
  • Idéia de abandono da vida social ou familiar
  • Idéias de suicídio
  • Ruídos estranhos à volta da pessoa
  • Freqüente visão de vultos
  • Impressão de ouvir vozes

GRAUS DE OBSESSÃO
- São os seguintes os graus de obsessão:

  • Obsessão Simples - Neste caso, o médium sabe muito bem que se acha preso a um espírito mentiroso e este não disfarça. De nenhuma forma ele dissimula suas más intenções e seus propósitos de controlar.
  • Fascinação - O espírito obsessor produz uma ilusão no campo mental do médium. O médium, neste caso, não acredita que está sendo enganado. O espírito usa do recurso de lhe inspirar confiança cega, o que lhe impede de ver o embuste, mesmo que este absurdo salte aos olhos de todos. A pessoa perde a noção do ridículo.
  • Subjugação - O espírito obsessor domina completamente o corpo mental da pessoa, os corpos sutis e o próprio corpo físico. O espírito tem a capacidade de “ocupar” o corpo da vítima como se fosse o seu próprio corpo.

SITUAÇÕES OBSESSIVAS
- As situações obsessivas se configuram nos seguintes casos:

  • De desencarnado para encarnado - É a obsessão clássica. Todas as pessoas encontram-se na faixa psíquica com a qual sintonizam, dependendo dos pensamentos que cultivam. Quando a predominância dos pensamentos e sentimentos situa-se no campo de influência das entidades atrasadas, então, aparece o fenômeno obsessivo.
  • De encarnado para desencarnado - É observado nos casos em que as pessoas encarnadas exercem uma influência magnética muito grande sobre os desencarnados (ligação mental). Por exemplo, quando alguém perde um ente querido e nutre por ele um amor possessivo, está constantemente com tal espírito em seu pensamento.
  • De desencarnado para desencarnado - Talvez seja a situação em que ocorra o maior número de casos de obsessão. Espíritos poderosos escravizam grande número de espíritos, que permaneceram na região do umbral após o desencarne, para ficarem sob o seu controle e praticarem ações maléficas.
    d. De encarnado para encarnado - Muito comum esta situação. Trata-se do caso em que pessoas dominadoras e possessivas, exercem domínio sobre outras - os seus familiares, por exemplo.
  • Auto-Obsessão - A mente do enfermo encontra-se numa condição doentia, onde ele atormenta a si mesmo, com pensamentos repetitivos e negativos. Causas anímicas, ou seja, seus próprios dramas pessoais vividos nesta ou em outra encarnação são fatores que levam a pessoa a este tipo de obsessão.
  • Obsessão recíproca - São situações de perseguição em que dois espíritos nutrem ódio um pelo outro, sendo possível se estender por várias encarnações. Alguns casos podem se caracterizar como verdadeira simbiose, onde um se alimenta do desequilíbrio do outro. Também pode ocorrer entre encarnado e desencarnado.

OBSESSÃO SIMPLES e OBESSÃO COMPLEXA - CARACTERÍSTICAS

  • Obsessão Simples - Esse caso pode-se relacionar a duas circunstâncias:
    -  à Mera obsessão - caracteriza-se por uma ação maléfica superficial. Neste caso, o algoz atua através de simples sugestão, não empregando campos de força ou instrumentos sofisticados (dispositivos). O agente prejudica a vítima através de idéias ou imagens.
    - à Poli-obsessão - ação produzida por vários obsessores, que agem em grupo e sincronizados. É mais perigosa, pois há multiplicação de energias maléficas. Caso não se observe a presença de dispositivos SNC da vítima, a poli-obsessão se classifica como simples.
  • Obsessão Complexa - É todo o caso em que há ação de magia negra, com implantação de aparelhos parasitas, uso de “campos de força dissociativos” ou “campos magnéticos de ação contínua”. Estes últimos, podem provocar desarmonias tissulares que dão origem a processos cancerosos, ou causar desequilíbrios mentais que podem levar à loucura.

ASSUNTOS RELACIONADOS - ESCLARECIMENTOS

  • Magia - É a ciência exata e absoluta da natureza e suas leis. A magia não se ocupa apenas de espíritos desencarnados. Seu objetivo é a vida nas suas mais variadas formas e em todas as dimensões: os espíritos de todos os seres, incluídos aí os espíritos da natureza (elementais) e as forças ou energias naturais (planetária, das cachoeiras, do mar, a força do vento, a energia térmica do fogo, as forças de ressonância dos átomos). Todas estas energias podem ser usadas, tanto para o bem como para o mal
  • Mago - Todo aquele que lida com as forças invisíveis da natureza, produzindo fenômenos sem causa aparente.
  • Magia Negra - É quando o Mago se utiliza destas energias para praticar o mal, manipulando as forças naturais e associando-as a outras de baixo padrão vibratório, que causam na vítima o abaixamento da freqüência vibratória, além de intenso mal-estar, podendo até provocar doenças mentais e/ou físicas.
  • Campo de Força Negativa de Ação Contínua - Uso de “ressonância vibratória”, por meio de imagens e bonecos que representam a vítima. O feiticeiro faz o encantamento, isto é, cria campos magnéticos adversos, através de invocações, orações, chamamento de seres, etc. Por imantação ressonante, estes campos passam a atuar fisicamente sobre a pessoa. Podem agir sobre anos ou séculos. Devem ser desintegrados no Mundo Astral.

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

1. Huaixan, José Queid Tufaile. O tratamento da obsessão. Portal do Espírito: Artigos: Grupo Espírita Bezerra de Menezes. [2007].
http://www.portaldoespirito.com.br/portal/artigos/gebm/o-tratamento-da-obsessao.html

2. Técnicas de desobsessão. Portal do Espírito: Artigos: Grupo Espírita Bezerra de Menezes. [2007].
http://www.portaldoespirito.com.br/portal/artigos/gebm/tecnicas-de-desobsessao.html

3. Azevedo, José Lacerda de. Espírito/Matéria : novos horizontes para a medicina. Porto Alegre: Ed. Casa do Jardim, 2005.